Experimente a versão Demo

Ao clicar, você concede permissão para o processamento de seus dados pessoais.
Experimente a versão Demo
Close

Experimente a versão Demo

Ao clicar, você concede permissão para o processamento de seus dados pessoais.

E possivel enganar o “Examus”?
Respondemos suas perguntas.

Assim que o Examus se tornou um meio popular de proctoring, surgiram na web tópicos onde entusiastas buscam maneiras de contornar nosso sistema de monitoramento. Veja as respostas às perguntas mais populares que decidimos publicar em nosso blog.

A história mostra que na criação de uma nova solução técnica, especialmente as que introduzem restrições, há sempre pessoas que querem as contornar. Como regra geral, os sistemas de proctoring atuam preventivamente em 97-98% dos usuários, que perdem a motivação para quebrar as regras ao saber que o exame está sendo monitorado. Restam, entretanto, 2-3% dos usuários, e estes estão prontos para criar novos meios mirabolantes de lograr o sistema de restrições. E com estes últimos em mente que preparamos nosso material.

1. E se eu imprimisse uma foto do meu rosto e a colocasse frente a webcam enquanto procuro respostas no meu telefone

Mesmo que consiga enganar a inteligência artificial, os vídeos na maior parte dos casos são assistidos por supervisores humanos, que veem sua violação no ato ou após o exame.

2. E se eu usar um segundo monitor?

Quando você inicia, o sistema de proctoring detecta automaticamente a presença de dispositivos adicionais (entre estes, monitores). O exame só pode ser iniciado se o computador do usuário tiver passado por todas as etapas de teste. Além disso, o Examus também estabelece a presença de outros dispositivos ao monitorar a mudança constante na direção do olhar do examinando.

3. E se eu usar uma máquina virtual ou compartilhar minha tela com outra pessoa?

O Examus recebe informações de três diferentes fontes - áudio, vídeo, e gravação da tela do desktop. Caso tente abrir algo em seu computador (por exemplo, programas terceiros) que não a página de exame, a inteligência artificial imediatamente registrará uma violação. E a participação do inspetor permite identificar diretamente ou indiretamente violações adicionais, como o uso de máquinas virtuais, por exemplo, ou programas que compartilham seu desktop.

4. E se eu gravar um video com antecedência e repeti-lo a partir da parte de identificação do usuário, e, de alguma maneira, transmiti-lo ao invés da gravação da webcam?

Primeiramente, do ponto de vista técnico, esta não seria uma tarefa fácil. Em segundo lugar, o processo de identificação dificilmente ocorre em ordem de segundos. E ainda, na maioria dos casos os vídeos são assistidos pelo inspetor, ou seja, estes truques seriam revelados, inevitavelmente, durante ou após o exame.

5. E se, fora do quadro de visão, estiver uma pessoa que procura respostas para mim, e passá-las para mim através de fones de ouvido sem fio? Achou uma resposta, a copiou para o google tradutor, e clicou “ouvir” - ou seja, enganei a detecção de voz na sala.

É um método interessante, porém, em primeiro lugar, a gravação de vídeo e áudio começa algum tempo antes do exame começar. Antes da parte de teste, o inspetor pode pedir ao examinando para que demonstre não ter fones de ouvido em seus ouvidos, ou coisas escritas na palma das mãos, e isso inclui uma visão de 360 ​​graus de toda a sala. Já houveram casos em que, nesses momentos, alguém saiu de debaixo da mesa e fugiu do campo de visao. Ou quando ouvimos: “Eu estou com a folha de cola aqui, o telefone está preparado, e Vasya, você fica aqui para passar cola. Beleza, bora começar "

6. As regras estabelecem que devo demonstrar uma visão de 360 ​​graus da sala, antes do início do exame. Então, significa que neste momento seria possível colocar um smartphone ou um bloco de notas de forma imperceptível no teclado do laptop? Ou colar uma folha de dicas direto na tela?

Não, não dá pra fazer isso. O que acontece é que, de acordo com o regulamento, o examinado, imediatamente após concluir a revisão da sala, deve ainda fotografar a tela do laptop com seu smartphone, mostrar a foto, e em seguida afastar o celular de si. Além disso, a constante e inevitável distração do olhar para colas na tela, é capturada tanto pela IA quanto pelo inspetor.

Equipe Do Exame

23.11. 2020.